O jornal impresso no Brasil

O jornal impresso no Brasil O primeiro jornal publicado em terras brasileiras, a Gazeta, começou a circular em dez de setembro de 1808, no Rio de Janeiro. Embora a imprensa já tivesse nascido oficialmente no Brasil em 13 de maio, com a criação da Imprensa Régia, seu início foi marcado pela primeira edição do periódico.

(Segundo o sitehttp://opolitizador.com.br,)

 

Figura 2, Foto do primeiro jornal publicado no Brasil a Gazeta

Fonte: http://opolitizador.com.br/?p=7703

Este jornal foi considerado um avanço, pois não era permitida nenhuma circulação de noticia ou panfletos, em terras brasileiras. Com a chegada da família Real as coisas mudaram,foi permitido a circular informações através de um jornal, sendo assim uma coisa que já acontecia na Europa, entretanto as noticias publicadas eram sobre a família real. Mais mesmo sendo um jornal do governo o jornal da “A Gazeta” era editado com censura prévia, que só foi extinta há alguns anos depois.

(…) Alguns meses antes de o governo português publicar seu jornal, Hipólito José da Costa lançou o Correio Braziliense, em primeiro de julho de 1808, impresso em Londres e trazido clandestinamente para o Brasil. Este jornal tinha caráter ideológico, sua função era “evidenciar os defeitos administrativos do Brasil”, como dizia Hipólito. A Gazeta deixou de circular em 1822, com a Independência.

Fonte : Site Opinião e Notícia (http://jornalistasconectados.blogspot.com/2010/02/o-primeiro-jornal-impresso-no-brasil.html

Está citação mostra que o jornal de Hipolito José foi o primeiro jornal a circular no país, mais não era fabricado aqui, era um jornal “estrangeiro”. Consideravelmente as informações chegavam um pouco atrasadas, ou melhor depois de muitos dias do acontecido. No século XX, a capital do Brasil Rio Janeiro, registrou um marco histórico, nasce o primeiro jornal em cores a “Gazeta de Noticias”, seguindo de outros jornais que marcaram: O Globo, Jornal do Brasil e Correio da Manhã. Mais os jornais que exerceram o papel de imprensa brasileira destacaram-se “Estado de São Paulo” e “Folha de São Paulo” e o “Diário de Pernambuco”, de Recife. Através dos jornais brasileiros , que o povo colocava “a boca no trombone”, antes visto como jornais independentes, não tinham medo de escrever contra o governo, ou contra qualquer coisa do poder, os jornalistas em questão defendiam o interesse publico em primeiro lugar. Contudo os grandes meios de comunicação da época passavam por muitas censuras, tendo sempre os seus jornalistas presos e jornais fechados. A época de ouro do jornal veio com a revista “O Cruzeiro”, que vendeu muitos exemplares trazendo assim um pouco de credibilidade a profissão e ao bom jornalismo. Depois de muitas lutas os jornais brasileiros, ficam sendo considerados um oficial de noticias.

(…) Entre 1968 e 1972 os jornais brasileiros entram na fase da “nota oficial” e do pres-release que, muitas vezes, pela dificuldade de se obter informações, ficavam sendo a única fonte de noticia da qual disponham os profissionais de imprensa. Fonte:

( Segundo site http://www.grupoescolar.com/materia/jornalismo_no_brasil.html )

Depois de alguns anos o rádio e a TV, começam a ganhar espaço na mídia, fazendo com que muitos jornais passem por uma reforma estrutural de seus veículos, pois estavam perdendo publico e dinheiro. Isto trouxe também um modo de diferente de fazer jornalismo. Os jornais começaram a inserir fotos e figuras na elaboração das suas editorias.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s