Jornalistas “blogueiros”

O jornalista deveria ser imparcial diante das notícias, não demonstrando de forma alguma sua opinião diante dos fatos. No entanto, muitas vezes isso não acontece. Para mostrar suas idéias e opinião sem interferir na publicação e repercussão das notícias muitos jornalistas começaram a usar blogs.

No livro “A Arte de Fazer um Jornal Diário”, Ricardo Noblat diz para os jornalistas: “Quer opinar? Primeiro tenha o que dizer. Segundo: o que tiverem a dizer deverá fazer diferença para os leitores. Eles não precisam concordar com a opinião de vocês. Precisam enxergar alguma importância nela. Terceiro: só opinem em artigos assinados. Quarto: envelheçam antes de querer opinar sobre algum assunto. Acumulem conhecimento e experiências antes de pensar em opinar.”

Muitos blogs têm a função do jornalismo de informação, orientação e prestação de serviço. Contudo, de nada adiantará se o jornalista não tiver credibilidade com o seu leitor. A credibilidade é construída baseada na seriedade do jornalista e de seu envolvimento com os fatos.

Assim como todas as possíveis áreas do jornalismo, o jornalista blogueiro tem suas particularidades. Os principais resultados de um estudo sobre o perfil dos jornalistas-blogueiros em 20 países iberoamericanos, feito pela Prof. Dra. María Bella Palomo Torres, do Departamento de Periodismo da Universidade de Málaga, apontam que:

  • 75% tem menos de 40 anos.
  • 3 em cada 10 blogs são mantidos por mulheres.
  • A metade dos jornalistas iberoamericanos com blog tem várias ocupações profissionais.
  • Os jornalistas menos atraídos pelo chamado “jornalismo 3.0″ são aqueles dedicados ao setor audiovisual e a comunicação institucional.
  • 3 em cada 4 entrevistados consideram que praticam jornalismo de opinião através do blog.
  • 61,9% acreditam que a maior conquista de seu blog foi falar com a audiência.
  • 52,4% alegaram ter uma liberdade editorial que não tem no meio para o qual trabalha.
  • Somente 3% ganharam algum dinheiro com o blog.
  • 63% recebem comentários ofensivos.
  • 40% já receberam ofertas de trabalho através do blog.
  • 63% não se preocupam com a questão do copyright.
  • 35% sabem que em alguma ocasião plagiaram conteúdos de seu blog.
  • 60% já incorporaram alguma vez elementos multimedia em seu blog.

O estudo foi apresentado pela Fundación Telefónica e Editora Ariel.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s