Início da história do rádio: enfoque na produção jornalística

 Olááááááá ouvinte, aumentem o volume, grudem o ouvido, e se deixem levar pela imaginação dos fascínios e histórias do glorioso rádio.

* Invenção, radiografia de Marconi e a patente de Landell de Moura.

Grandes contradições contornam a verdadeira história da invenção de
um dos maiores meios de comunicação de massa: o rádio. Mas podemos dizer que houve contribuição de vários personagens. Entre eles o físico escocês James Clerk Maxwell, em 1864; o alemão Heinrich R. Hertz, que descobriu as ondas de rádio, em 1887; e o italiano Guglielmo Marconi, em 1895, por ter a idéia de transmitir sinais através do éter, e fazer história ao transmitir uma regata realizada no Canal da Mancha, em 1901, completando esses, que foram os primeiros passos da radiodifusão.

Tido como louco e adepto de bruxaria, o padre gaúcho Landell de Moura, teve papel importante nessa história. No ano de 1892, em Campinas-SP, ele transmitiu e recebeu palavra humana através do espaço, utilizando uma válvula que o próprio inventou e fabricou. Landell recebeu do governo brasileiro, em 1900, uma patente, o que o considerava o verdadeiro inventor do rádio.


* 20 anos depois… A Primeira estação radiofônica…

No dia 2 de novembro de 1920, surge nos Estados Unidos a primeira estação da rádio moderna: a emissora KDKA. Os equipamentos utilizados por ela eram fabricados pelaWestinghouse.

*A implantação do rádio no Brasil

Em 1922, mais precisamente em 7 de setembro, na festa do centenário da Independência, foi feita a primeira transmissão radiofônica no Brasil. Um ano depois foi fundada a primeira emissora de rádio no país: a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro. Idealizada por Roquette Pinto (1889-1954). Ele apresentou o Jornal da Manhã, se tornando o primeiro locutor de rádio do Brasil. O programa consistia na leitura e comentário das notícias do jornal impresso.

*As transformações de 1930, era de ouro dos anos 40 e ameaça em 1950 com o surgimento da televisão…

A partir de 1930, o rádio sofreu com a introdução de publicidade, quando surgiram os reclames (anúncios). Em 1940, o rádio firmou-se como grande meio de comunicação de massa e chegou ao seu ápice, consolidado pela grande audiência. Nessa época surgiram as radionovelas, e o jornalismo em rádio se definiu claramente com o início das transmissões do Repórter Esso.

Assista capítulo da primeira radionovela A PROCURA DA FELICIDADE:

Clique aqui e ouça o trecho do último programa do “O Repórter Esso”

Com o surgimento da televisão, o rádio enfrentou uma grande crise. Com ela veio a perda de profissionais, quadros e  espaço com o público.

Para competir com a tevê o rádio procurou alternativas. Uma delas foi a introdução de músicas na programação, característica dos anos de 1960, que mesclava informação e entretenimento. Ano também em que começou a se operar a frequência modulada, ou FM. Inovações surgiram também na década de 70, com a criação de agência de produção radiofônica, e em 1982, com a utilização do disco digital com leitura a laser, o conhecido CD.

Independente da crise e da queda de popularidade, o rádio ainda possui algumas características que o diferenciam das outras mídias: a nostalgia, o romantismo, o imediatismo de informação e o serviço social do rádio. E para que isso aconteça, mostraremos como funciona a produção jornalística no rádio.


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s