A Internet

Para compreendermos o “boom” do jornalismo on-line, vamos voltar no tempo, exatamente ao ano de 1969, no quando surgiu a Internet.

Foi neste ano, no período da Guerra Fria, que a ARPA – Advanced Research Projects (Agência de Pesquisas e Projetos Avançados) criou a ArpaNet, uma rede nacional de computadores para manter a comunicação entre as bases militares dos Estados Unidos.

Em 1975, quando a Agência de Comunicação e Defesa dos Estados Unidos ganhou o controle da ArpaNet, o tráfico de dados cresceu rapidamente e gerou novos usuários, entre eles, pesquisadores acadêmicos. Entretanto, o foco da ArpaNet ainda era militar. Assim, começaram a surgir novas redes oferecendo acesso para universidades  e organizações de pesquisa do país, entre elas a Bitnet (Because Ist’s Time Network) e a CSNET (Computer Science Network – Rede de Ciência da Computação).

Mais tarde, em 1986, a National Science Fundation (NSF – Fundação Nacional de Ciência) teve grande contribuição ao avanço da internet, quando desenvolveu a NSFNET, uma infraestrutura de interligação de redes, que permite a conexão por meio de computadores, telefones, fibras ópticas e satélites. Chamadas de superhigways, as redes passaram a conversar entre si e oferecer serviços ao governo, meios acadêmicos e outros usuários.

Neste momento, onde o uso de computadores aumentava em progressão geométrica, os engenheiro do CERN – Centre Eoropéen por La Recherche  Nucléaire  – Tim Berners Lee e Robert Caillaiu elaboravam a World Wide Web (Rede de Abrangência Mundial), a nossa conhecida WWW, lançada em 1989 baseando-se no conceito de HTTP (protocolo de marcação de hipertexto), HTML (Hypertext Markup Language) e outros sistemas de recurso para a Internet.

Podemos ver essa trajetória no infográfico abaixo:

Fonte: Techmundo

Em 1992 o Software Development Group (Grupo de Desenvolvimento de Software) do NCSA (National Center for Supercomputer Applications – Centro Nacional de Aplicações para Supercomputadores), criou o College, grupo que reunia pesquisadores ansiosos para explorar a WWW.

O grupo rapidamente encontrou apoio de um grande entusiasta, Marc Andreessem, que, em 1993, criou o Mosaic, o primeiro browser (navegador) com ambiente gráfico estável, fácil de trabalhar e instalar e com suporte a textos e imagens simples em formato bitmap. Nesta época, a maioria dos sites tinham o background (fundo) cinza e poucas imagens e links.

No ano seguinte, o Mosaic passou a ser comercializado com o nome Netscape Navigator. O navegador não suportava apenas texto e gráficos, mas também plugins de terceiros para som e animação.

O sucesso do Netscape levou a criação de outros browsers, incluindo a Microsoft que criou o Internet Explorer e passou a incorporar-lo ao sistema operacional Windows.

A WWW cresceu rapidamente e nunca mais parou. Os usuários perceberam o potencial comercial, de transações de negócios e de pesquisa da web, além da capacidade de alcançar os outros através de e-mail, bate-papo e redes sociais.

Hoje a Internet pode ser considerada um dos maiores sistema de comunicação desenvolvido pelo homem.

Quer conhecer o crescimento da internet em números? click aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s